"BALA TROCADA NÃO DÓI", DISSE UM SENADOR AO MINISTRO DA SAÚDE

"Bala trocada não dói. É assim na Paraíba e na Bahia".

Esse foi só um trecho dos acalorados debates no ringue da CPI da COVID no senado.

Tudo porque o ministro decidiu não ir pro paredão nem se transformar na Doutora Nise Yamaguchi.

E passou a responder no mesmo tom, as perguntas disparadas com grosso calibre.

"Eu não minto senador".

"O senhor não leu a bula ministro".

E depois começou a sessão torre de babel, como se o plenário da CPI fosse uma sala de educação infantil.

SILÊNCIO. 

Disse com ar de professor de admissão ao ginásio, o presidente.

Logo em seguida, como nos velhos tempos, quando se castigava aluno com palmatórias e joelhos em caroços de milho, desligou os microfones e suspendeu a sessão para uma rápida vacinação à base de rivotril. 

Até o pacifista Mahatma Gandhi foi invocado pelo senador Eduardo Girão.

"Olho por olho e dente por dente o mundo acabará cego e sem dentes".

Jesus perdoai.