VALEU O BOI: UMA HISTÓRIA DE 30 ANOS

O VALEU O BOI, 1º programa de vaquejada do Brasil, chega aos 30 anos.

Foi em abril de 1991, quando fui escalado pelo Diretor Paulo Henrique Braga, da TV Cabugi.

Entramos numa Kombi, eu, a produtora Thaisa Galvão, jornalista Eugênio Pereira, o cinegrafista Quincas, (Maguila e Marinho, já falecidos) e tomamos o rumo da cidade de São Bento da Paraíba.

O grande vaqueiro Tetê, foi o primeiro  contato que tivemos junto com Didi, organizador da vaquejada.

Chico Locutor, primeira voz amiga, fazendo nossa primeira parêa, ao lado do Juiz Zé Inácio.

Xibiu e Chapeuzinho Vermelho, símbolos do pequeno empreendedorismo.

No programa piloto, mostramos a história da cidade, as linhas de algodão cruzando as ruas na fabricação de redes, o movimento do parque união, a seriedade de Didi e o inconfundível bigodão de Tetê.

São Bento da Paraíba foi a raiz do nosso sucesso que conquistou as maiores audiências da televisão do Rio Grande do Norte.

Em trinta anos, vimos o esporte crescer. Mudar o semblante. Profissionalizar-se. Vimos o nascimento dos circuitos: O da  Chevrolet, com Amadeu Venâncio; o da Brahma, com Marcelo Júnior, e o RN sempre na vanguarda do esporte. 

Depois vieram as associações trazendo legalidade para o esporte: ASSOVARN, que faz o maior circuito de vaqueiro amador do país e a ABVAQ, representação nacional da vaquejada.

Por nossas telas passaram muitos campeões, pessoas anônimas, poetas, artesãos, cantadores, aboiadores, violeiros, cantores famosos. O segredo do sucesso é tratar igualitariamente dos pequenos bolões às grandes vaquejada e abrir nossas lentes para os rostos da simplicidade e ter no vaqueiro mais humilde nossa principal imagem.

Novos programas foram criados, uns não resistiram, outros migraram para as redes sociais.

O valeu o boi continua sua trajetória e vem conseguindo atravessar das PORTEIRAS AOS PORTAIS. Tv Cabugi, Ponta Negra, Rede TV e atualmente na BAND, veículos que integram essas três décadas de história. Uma façanha. Poucos programas têm conseguido ficar tanto tempo no ar e poucas redes sociais conseguem chegar aos 500 mil seguidores.

O sucesso é  graças a primeira equipe da Kombi e a tantos outros talentosos e competentes profissionais como Denilson Tavares, Bidonga, Joaquim, Ivinho, Joe Reis, Marcelo Rumening, Gongalves, Gonzaga...a quem agradeço por terem ajudado a construir uma das maiores audiências da televisão nordestina.

Abril de 91 é um marco na história da vaquejada.

Dia pra estufar o peito e bradar: VALEU O BOI.