Governo do RN não decidiu sobre o retorno das vaquejadas

O protocolo apresentado pela Assovarn ao Comitê científico de combate ao coronavírus no Rio Grande do Norte ainda não recebeu a palavra final do governo. O documento entregue pelo advogado Felipe Cortês, contendo regras e condutas a serem seguidas por organizadores e atletas da vaquejada, teve a aprovação do comitê, mas o governo analisa uma série de fatores, que garantam um evento com segurança para os participantes e para a populaçã

Em Natal, mesmo com o aval do Comitê científico do Covid 19, o prefeito Álvaro Dias, preferiu adiar o retorno às aulas previsto para o dia 10 de agosto. A decisão foi tomada diante das ponderações feitas por professores, pais de alunos e gestores da rede municipal de ensino. A opção foi  continuar observando os dados epidemiológicos e as famosas curvas após a abertura do comércio, dos shoppings e restaurantes.

Nem sempre os gestores municipais e estaduais acatam os pareceres emitidos pelos comitês.

No momento é recomendável não marcar eventos sem uma posição oficial das autoridades e sem a chancela das entidades representativas da vaquejada.

Até lá...suco de maracujá e chá de camomila.