Cidades do Nordeste e estado do Amazonas podem ser afetados pela nuvem de poeira

A nuvem de poeira do deserto de Saara avança por vários países e segundo especialistas pode afetar as cidades litorâneas de Natal e Fortaleza.

Ela avança pelo oceano atlântico e já encobriu Havana, capital de Cuba, México, países do Caribe,  Porto Rico e parte da Flórida.

O fenômeno acontece todos os anos, mas 2020 tem sido com uma intensidade maior.

A nuvem arrasta partículas de ferro, silício e mercúrio, transportando vírus e bactérias, prejudiciais à saúde, principalmente ao sistema respiratório.

Junto com a pandemia esse fenômeno é preocupante.

É uma nuvem de poeira gigante que se forma no céu e por conta do seu tamanho é que recebeu o apelido de Godzila.